Categorias
Sem categoria

Primeiro post

Este é seu primeiro post. Não existe um motivo profundo ou específico pelo qual o criei fiz para descarregar coisas que não digo , para tentar descobrir o quanto de mim é insano ou compartilhar minhas opiniões profanas. Bem não da para encontrar sentido em algo que foi feito para não fazer. Espero que vêja em como até eu posso criar um blog eu aconselho sério melhor que paga terapia.

Categorias
trechos de um diário esquecido

Trechos de um diário esquecido

Querido diário (…) Eu entendo o porque desafios são necessários como ossos no corpo. Entendo que minhas atitudes de agora irão me moldar. Mesmo assim me sinto perdida, sem força e incapaz. Alguém que vai no mais fácil se esforçar ao mínimo é que não vibra por sonhos que antes lhe incendiavam a alma de alegria.

Categorias
Analogias que me traduzem

Algo no olhar

Eu nunca via o vislumbre de sua alma em seus olhos…
Por isso me apaixonei por você…
Pois meu objetivo era encontrar almenos uma vez…
Me prendi a você ate hoje, mas por pura expectativa de em algum dia afortunado, presenciar o evento astrológico da estrela de seus olhos nem que o motivo dela brilhar nao seja eu.

-Eu sempre amei estrelas.

Link da imagem: https://pin.it/57LLDl6

Categorias
nada com nada, mas lembra poesia

Pensamentos sobre escola

Estão todos quebrados, temo olhar e algo como vidro cair em estrondo nos corredores da escola. Mas eu também, também ando quebradiça, nua e exposta ou será apenas uma farsa? ~~~~~~~~~~~

Existe aqueles que olham e silenciam, aqueles que falam e calam e aqueles que sorriem e interfere todos os sentidos. E existe os fantasmas, apenas alguns estranhos se identificam, não quer dizer invisível… Não, apenas visto aos olhos dos que tem a mente aberta para ver. ~~~~~~~~~

Qual o problema com essas pessoas? Alguns dançam alguns voaam, outros somem e reaparecem. E alguns caçam. E outros… morrem. ~~~~~

Existe humanidade nessas criaturas? Ou somente eu vejo certos adolescentes como uma espécie de estranheza alienigena? Ou talvez seja eu? ~~~~~~~~~~~

Um passo nos portais. E o tempo desacelera.

A novidade não é tão nova. A novata não chora. Ela ri. Os olhares a incomodam? Bom ela pensa… isso já não cabe a mim. ~~~~~~~~

A novata sou eu mesmo assim não parece nada demais. ~~~~~~~\\

Fome fome fome de saber… algum modo de me esconder, e desvendar os segredos de como seguir as estradas sem medo. ~~~•○\

Me questiono, faz sol. Faz chuva. O que me prende aqui?

As paredes limitam o meu ser. As caderas confortam a insegurança e por fim pareço estar tendo uma aula de desvalorização de minha própria história. Onde ninguém chora, mesmo quando o fazem parecem sorrir de modo tão maluco.

Um grande suspiro*

Categorias
desabafo insano👽

Desejo

Desejo“, recrutar os medos e enviá-los ao inferno.

Que a ansiedade seja amassada como papel e consumida na fogueira do esquecimento.

Que o amor se mostre sem filtros.

Que a insegurança se torne um corpo enterrado sem nome e sem justiça, enterrado de modo tão profundo sendo capaz de atravessar os extremos mundos de cada emoção minha.

Que a certeza se torne sangue em minhas veias.

Que a fé em mim mesma se torne a capacidade de cada passo na minha caminhada.

Que cada lágrima me abasteça de determinação.

Que a pergunta “quem sou eu” soe mais leve e me dê assas para alcançar as estrelas que existe no coração daquela que sabe.

https://pin.it/2ekDH51 (link da imagem)

Categorias
Analogias que me traduzem

Sangue e carência

Buscava amor no menor do brilho dos olhos; fantasiava nas mais comuns palavras doces; lhe custava de tanto a alma fracionada, metade alma metade nada. Pensava ” buscar o consolo do preenchimento no amor me causará mais dor, qual não sobrará vazio para encapsular tal ardor” . Se cansou, nos sonhos cavalheiros não mais lhe beijavam mão, nem mesmo proferia poesias medíocres, Não… Em certo ponto ameaçava de tão forte que ocorria fluido rubi correr vagarosamente contornando suas partes humanas e mostrando diante de si faces das pessoas imaginadas por ti, então vendo-as cair como chuva e sumir feito bruma. Sentiu cair, sua máscara sua necessidade se partir e entender que existe mais motivos para viver que ilusões para fazer me rir.

Categorias
desabafo insano👽

Amago

Entre estrelas frias e corações tranbordando,
Eu rodo sob o sol buscando a proteçao dos anjos,
Desde no meu canto eu rio, desafino entre dentes
Mesmo as vezes insolente me vejo sempre contente
Em saber que nao preciso me conter desde que esteja somente comigo e que saiba que nao ha nenhum perigo em estar mesmo em conflito na harmonia da propria presença.

Categorias
Analogias que me traduzem

Chama

O que se faz dentro de si, quando o inverno ameaça e a ultima fogueira queima vestigios de alguem que se parecia comigo?. Correndo entre amigos, desperdiçando tempo vendo tornar cinzas do que ja nao consigo lembrar. Me vejo me olho mas nao sinto. Onde esta minha chama preferida? Aquela que consumia o gelo superava as montanhas de picos com lagrimas cristalizadas. Superava as memorias que se naufragaram a nada. Sigo as pistas mas essa chama nao deixou vestigios. Por isso quando alguem falou: Sou amor, so escutei: sou perigo. É estranho… o quanto a incerteza interrompe ate os sentidos. Vejo isso? Ouço isso? Eu sinto isso?.

Categorias
desabafo insano👽

Luz e sombras: Meus encontros e desencontros comigo mesma

Tenho algo a dizer com palavras que nao sei expressar, com pontos que não sei quando usar e pensamentos capazes de aniquilar.
Vejo o espelho quanta coisa presa lá…
Em vezes via a si mesma e se perguntava se nao seria ela seu proprio reflexo, talvez daria sentido aos teus vacuos e desordens.
Perseguindo a luz que se extingue, a luz grita: me salve! e eu corro sorrindo. Ela não brinca mas eu nao entendo, porque fugir?
Nao bastava tanta coisa feia agora ainda mais essas besteiras quais eu costumo falar.
Onde esta! Necessito de você!
A luzinha ja nao esta mais tão proxima, se perdeu na extensa escuridão inóspita cuja crepita como fogo e me arde de igual forma no peito.
Dizia a si: pare vá se divertir! Pena de si é besteira! És melhor que isso!
Por trás disso existe a sombra da boa voz, como a sombra de um anjo a certeza de um demônio, mas pior é apenas eu.
De que modo se quebra, pulando do alto dos predios? Bobeira, ame somente alguem que nao vê o que reluz em você.
Me busco entre as vozes amutuadas na mente porém não encontro minha voz. Não me encontro, mas as sombras sempre sabem onde me escondo, e as vezes me destroem transformando em escombros quais eu na inocência brinco sem saber. Belo, belo é amarelo, minha luz é amarela, viram na por ai? Vivo perguntando por ela. Busco em leitos e nevascas entre lugares inteiros outros meio feitos repleto de defeitos, mesmo assim não encontra nada, as vezes parece se esconder atrás de minhas costas. Dizem por ai que quando a encontrar o sol vai nascer nos mundos esquecidos, mas o sol sempre parece estar atrás de mim nunca o vejo nacer, sempre que chego se vai, disseram me que ele vem e vai. Sempre quando chego tudo é frio com gotas no céu. Em delirio busco nos lugares absurdos onde raios esta a luz? Porque nunca brilhamos no mesmo lugar? Hoje nao buscarei deitarei nas nuvens e me deixarei levar, e quando finalmente ressurgir em forma de alguma coisa vou ver. Talvez nao valha a pena, mas algumas penas não são válidas apenas tempo. Quando as penas se derreterem em horas valeram varias delas apenas para notar o alvorecer alcançar as sombras, e der chance a elas de escolher ser sombra ou matéria. Quando tudo ficou claro vi o dourado o branco o rosado, selvas, deságuas e matos. O que assustou e fez derremar-se foi a vida feita e corrente, qual é forjada na eternidade em estados de impermanência de transformações.

Categorias
desabafo insano👽

A SOMA DO QUE SOMOS

Somos o que somos, obvio com evitentes mudanças.

Desde nossas dores amargas a lagrimas salgadas

tambem surtos de raiva qual a fala fica estourada.

As palavras soltas das pesadas.

Desde partes confusas ou simplificadas.

Categorias
desabafo insano👽

Anatomia

Como pode me obrigar a cantar se nem mesmo se importa em me ouvir?. Resolvo me abrir, sei que lhe cansa sangue e entranhas, causo repugnancia a você. Me despeço de seu ser, qual me acostumei a ter, esse que tanto me feriu. Como posso amar algo que se assemelha a cura, porem que so me causa destruiçao?. Me canso, dou toda uma anatomia sobre como sou e me espanto. Ninguem se importa, em onde se aloja o meu coraçao.