Prometendo aos prantos não chorar.

quando tudo aquetar
cairá em si
E Se espanta-ra
o quanto a arrogância
é de magoar e a felicidade
de se duvidar
eu vejo cores
E coro ao saber
que um dia achava
que amava você
hoje vejo desfecho
de uma história
que vinha só de mim
há os que duvidam
que eu sou capaz de sentir
para eles digo finjo!
Pois amor só serve para machucar
Quando todos se calar e a ti perguntar
o quanto valeu a pena se fechar
digo que sim pois há apenas uma certeza
que sem amor , não necessitarei chorar
Dura como pedra
Talvez isso funcione
mas não sei a quem perguntar
o por que prometo se ja estou a chorar ?.

(L.A)

por um segundo ou um dia

Estava enganada intrigada

comigo mesmo é com o que me tornaria

A sociedade eu ouviria?

acho que isso me mataria pois

Me suicidaria como tal impatia

de um segundo ou um dia?

mesmo o melhor que esteja

agora entendo que sei quem eu sou

só que penso que é melhor me machucar por

ser quem sou do que mostrar

para pessoas que nem se importam

com quem são.

Talvez eu seja injusta

ou apenas burra

por que me importa tanto

fazer alguém se importar

se eu falasse o que sinto estaria rindo

pois antes eu do que eles

é absurdo sei
mas sempre prefiro me proteger

Pois sei que ninguém é obrigado

A te defender a não ser você.

(L.A)

cega.

Não sabia quem era e nem se viera alguem para saber se estava bem , mas sua real dor era o vazio agudo e subto do tamanho de um buraco negro chorava com medo de seu vazio fosse estragar a beleza da noite e com isso tivera que apreciar sua propria escuridao e ser devorada no processo talvez ela estevesse cega das opinioes das pessoas e com isso teve medo de sua escuridao mas mal sabia que tinha luz propria .

(L.A)